Briga em bar levou PM a matar policial civil

0

Local onde policial civil foi morto (Fotos: Portal Infonet)

Briga começou em bar do outro lado da rua 

Delegada-geral da SSP e comandante-geral da PM
Wilson Oliveira era lotado na Delegacia de Lagarto (Foto: reprodução/redes sociais)

Uma briga em um bar nas proximidades da praça Fausto Cardoso levou à morte o policial civil Wilson Oliveira dos Santos, 51, no fim da noite dessa última sexta-feira, 30 de setembro. O acusado pelo homicídio é um policial militar lotado em Laranjeiras. A discussão teria iniciado por causa da suposta namorada do PM.

“Foi uma tragédia que envolveu dois de nossos policiais que estavam em um momento de lazer, em um bar”, diz a delegada-geral da Secretaria de Segurança Pública Katarina Feitosa. De acordo com ela, houve um desentendimento por causa de uma mulher, a namorada do policial militar, e ambos partiram para as agressões. No meio da briga, ocorreram disparos e o policial civil foi atingido.

Segundo a PM, ainda não há como afirmar que o policial civil também tenha atirado. “Tudo só vai ser confirmando com as investigações”, fala o comandante-geral da PM Coronel Marcony Cabral.

Policiais não se conheciam

Ainda de acordo com a delegada-geral, os policiais não se conheciam e nem tinham conhecimento de suas profissões. “Gostaríamos de deixar bem claro que não houve, em nenhum momento, a questão de animosidade entre as polícias. Um não sabia da condição de policial do outro”, ressalta.

O comandante-geral da PM ainda chamou atenção para o local onde ambos estavam. "Fica aqui a lição de que determinados locais não são propícios à presença de autoridades policiais militares ou civis e que situações como essas estão sujeitas à acontecer", enfatiza.

Após o fato, o militar chamou uma guarnição da PM para informar sobre o caso. Ele foi levado ao Quartel do Comando Geral, em seguida à Delegacia Plantonista e ficou recluso no Presídio Militar, o Presmil. Na manhã deste sábado, 30, está ocorrendo a audiência de custódia do acusado, que não teve a identidade revelada. De acordo com a PM, ele é um cabo lotado na 3ª Companhia Independente de Policia Militar, em Laranjeiras.

As investigações estão em andamento e o crime, inicialmente, é tipificado como homicídio.

por Jéssica França

Comentários