Busato quer expandir atuação das ESAs

0

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB -, Roberto Busato, disse ontem, 05, que “o advogado sem formação acaba não sendo um profissional completo e que o advogado que não tem a ética, é um meio-cidadão, não podendo advogar”. A afirmação foi feita na abertura do IX Encontro Nacional de Dirigentes de Escolas Superiores de Advocacia – ESAs -, que conta com a participação de Sergipe como modelo de referência para outras Escolas.

 

Para Busato, as Escolas de Advocacia servem como importantes meios de elevar o padrão de proficiência no exercício da profissão, além de fornecer oportunidades de atualização de conhecimentos e de lavar aprimoramento à formação jurídica e continuada dos profissionais jurídicos. Busato levantou a possibilidade de expandir a área de atuação das ESAs, ao ofertar formação a profissionais de outros países.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais