Caase monta mutirão de doação de sangue para advogada

(Foto: Assessoria de Imprensa)

Foram dois dias de mobilização que envolveu advogados de Sergipe e outros voluntários que aderiram à causa. As doações foram realizadas na sede do Centro de Hemoterapia de Sergipe, o Hemose, e foram direcionadas à advogada Wanna Rafaela da Cruz Costa, que luta deste 2020 contra a anemia aplásica. Também conhecida como aplasia medular, a doença compromete a formação das células do sangue como hemácias, plaquetas e leucócitos. “Desde que fui diagnosticada passei a receber transfusões com muita frequência. Hoje me submeto ao procedimento a cada 15 dias”, conta Wanna.

A história da jovem advogada chegou até a Caixa de Assistência dos Advogados de Sergipe (Caase), que organizou o mutirão de doações. “Somos o braço social da OAB e por isso é fundamental realizar ações como essa. Esses eventos servem de incentivo não só aos advogados, mas à toda sociedade, pois sempre existe alguém que precisa de doação”, explica Anair Viana, assistente social da Caase.

Wanna Rafaela está prestes a receber o tão sonhado transplante de medula óssea e nesta reta final do tratamento precisa de um volume maior de transfusões, principalmente de hemácias e plaquetas. O transplante será no próximo sábado (26), no Instituto do Câncer, em São José do Rio Preto – SP. Wanna está bastante ansiosa e agradeceu o apoio da Caixa de Assistência de Sergipe. “Me sinto feliz por ter recebido as doações e com o fato de a Caase ter escutado e se importado com minha história. Que isso sirva de exemplo, pois várias outras pessoas precisam de doação”, afirmou a advogada.

“Fiquei muito comovida com a história de Wanna quando o presidente da OAB Danniel Costa me contou e, imediatamente, juntos, resolvemos fazer uma campanha para ajudar a colega. Por estar grávida não pude doar, mas outros membros da Diretoria contribuíram”, afirma a presidente da Caase, Marília Menezes. O vice-presidente da instituição Ricard Cezar, além de mobilizar outros advogados também fez a doação de sangue. “Essa é uma iniciativa nobre. Mais do que uma ação solidária é uma verdadeira demonstração de amor ao próximo. Foi a primeira vez que doei sangue, mas tenho certeza de que essa será a primeira de muitas. Estamos felizes pelo resultado da campanha e na torcida pelo restabelecimento da saúde da Dra. Wanna”, relatou.

Banco de Sangue

Os estoques do Hemose estão com apenas 267 bolsas. Deste total, 46 são do tipo O+ e 74 do A+. Levando em conta que os tipos mais prevalentes na população são os sangues O e A Positivo, dá pra perceber que os níveis estão abaixo do necessário para atender as demandas de todas as unidades hospitalares da rede pública de saúde do estado.

Para doar sangue, basta estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar mais de 50 quilos e portar documento de identidade original, com foto, válido em todo território nacional.  Menor de 18 anos somente com termo de autorização dos pais ou responsável legal.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais