Cabos lutam para liberação do curso para sargento

0

Major Adriano Reis, presidente da Assomise (Foto: Portal Infonet)

Aconteceu na tarde desta quarta-feira, 8, uma reunião na sede da Associação dos Oficiais da PM e Bombeiros de Sergipe (Assomise), com a finalidade de discutir o cancelamento do curso destinados aos cabos que pretendem ser promovidos a sargentos.

Segundo o presidente da Assomise, major Adriano Reis, um cabo da polícia ingressou com uma ação na Justiça, solicitando a anulação, alegando que vários militares processados estavam inscritos no curso. “Houve uma nota da PM3, informando que quem estava subjudice não podia fazer o curso. Mas, uma nota no boletim da PM, libera que os policiais freqüentem o curso naturalmente vedando a participação apenas dos que foram condenados criminalmente com sentença condenatória transitada em julgado e que houve um equívoco da PM3”, ressalta.

O Boletim de 12 de abril de 2013, publicou a relação dos policiais matriculados no Curso de Formação de Sargentos, com 12 policiais militares com sentença transitada em julgado. Mas no mesmo boletim, estão relacionados 46 policiais militares, com os processos nos quais foram condenados a fim de serem excluídos da relação em nota posterior.

“O que nós queremos lembrar é que mesmo não permitindo que todos os policiais subjudices participem do curso, o cabo que entrou na justiça não seria alcançado para participar do curso, porque está na posição 291, já que só farão o curso cerca de 160 e não tem 130 processados. Agora estamos aguardando o posicionamento do Comando Geral, já que a decisão foi divulgada em 15 de abril e até agora nada”, enfatiza Adriano Reis.

A legislação prevê que a ascensão dos soldados e dos cabos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Estado de Sergipe a graduação de cabo e de 3º sargento, será efetuada automaticamente por tempo de efetivo de serviço e de graduação, após a conclusão de cursos de formação.

O deputado Capitão Samuel Barreto (PSL) participou da reunião e ficou de ir até à Procuradoria fazer a defesa dos participantes do curso.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais