Camarotes alternativos do Pré-Caju são interditados durante vistoria

0

Estrutura dos camarotes oficiais foi apenas vistoriada
Uma comitiva dos principais órgãos estaduais e municipais fez a última vistoria em toda a estrutura de camarotes montada para o Pré-Caju. A avaliação ocorreu no final da tarde desta quarta-feira, 20.  Até o início das visitas pelo menos cinco camarotes alternativos montados na avenida Beira Mar já estavam interditados, por não terem apresentado a documentação necessária.

O problema, de acordo com a promotora de Defesa do Consumidor Euza Missano, já era esperado. Segundo ela, mesmo com o prazo dado pela Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), apenas quatro espaços estão regularizados. Entretanto, aqueles que entregaram a documentação após serem interditados ainda podem receber o alvará, desde que estejam dentro das exigências dos órgãos reguladores.

Comitiva dos principais órgãos estaduais e municipais foram ao local

“Não queremos estragar a festa de ninguém, apenas garantir a segurança. Se eles não se adequarem, continuarão impedidos de funcionar”, disse Euza. Já nos oficiais, que são montados desde os primórdios da prévia carnavalesca, foi feita apenas uma vistoria para comprovar se estavam cumprindo o que apresentaram nos projetos enviados à Defesa Civil. O coordenador do órgão, Major Mendes, disse que há 15 dias a documentação desses havia sido entregue. “Estamos fazendo apenas uma inspeção do que foi montado, pois eles estão aqui há 18 anos. A estrutura é sempre a mesma”, disse.

Mendes lembrou, entretanto, que no caso dos camarotes alternativos, a interdição pode acabar até o início da festa. “Aqueles que entregaram a documentação hoje, nós analisaremos os papéis e, até o meio-dia, faremos uma nova fiscalização”, explicou. Caso algum descumpra as determinações, a interdição será garantida com o apoio de policiais.

Major Mendes diz que camarotes interditados podem ser liberados

Segurança e Saúde

O tenente-coronel Jackson Nascimento, da equipe técnica do Comando de Policiamento Militar da Capital (CPMC), informou que 1.200 homens estarão trabalhando no Pré-Caju em cada dia de festa. Serão montados, ainda, quatro postos de comando e 33 elevados, além da utilização de 44 viaturas e seis patrulhões. O Grupamento Tático Aéreo (GTA) também atuará.

“Teremos, também, policiais nos portões de acesso e garantiremos a segurança em toda a área periférica do evento”, acrescentou o tenente.

Euza Missano diz que problema com camarotes alternativos é recorrente (Fotos: Portal Infonet)
No Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu), trabalharão 35 profissionais por dia. Além do posto avançado montado no Parque da Sementeira, que possui 14 leitos (dois deles para atendimentos de casos mais graves), três viaturas estarão espalhadas em pontos diferentes da festa. Duas viaturas trabalharão exclusivamente para o caso de transferências para os hospitais.

De acordo com a coordenadora do órgão, Dr. Vaneska Barbosa, os atendimentos mais comuns tratam de alcoolismo e traumas – cortes, agressões e ferimentos diversos. “Em 2009 tivemos uma queda de 50% de casos com traumas mais graves e 50% dos casos clínicos”, ressalta.

Comentários