Campanha educativa visa conscientizar motociclistas para a redução de acidentes

0

A blits educativa deve se extender até o mes de agosto (Arquivo: Portal Infonet)

Conscientizar os motociclistas com o intuito de frear os índices de acidentes de trânsito nas vias urbanas. Esse é o objetivo da campanha educativa ‘Seja Consciente, Diga não aos Acidentes´ realizado pela Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran), em comemoração ao Dia do Motorista instituído no dia 27 de julho.

Os índices de acidentes envolvendo motociclistas são preocupantes. Somente de janeiro a junho desse ano segundo o Comandante da CPTran, Fábio Luiz Silva Machado, 508 motociclistas se envolveram em algum tipo de imprudência, seja pelo não uso de capacete, falta de respeito aos limites de velocidade ou pela falta de atenção no trânsito. Os locais mais críticos são as avenidas Tancredo Neves e Euclides Figueiredo devido ao grande fluxo de veículos que transitam por essas avenidas em horários considerados de ‘pico’.

Para o Comandante da Companhia, Fábio Luiz Silva Machado, as blits educativas estão sendo feitas em diversos pontos da Capital. Além das avenidas Tancredo Neves e Euclides Figueiredo, a Orla de Atalaia e a avenida Beira Mar também está sendo incluída pela Companhia. “A campanha está sendo recebida positivamente pelos motociclistas. Cerca de 14 policiais militares realizam a  campanha orientando os condutores ao uso do capacete, ao respeito a sinalização e principalmente ao porte da carteira de condutor e da motocicleta”, afirma o capitão Machado.

Apesar da campanha, os condutores insistem em desrespeitar a lei. Segundo o capitão Machado, no primeiro dia da orientação os policiais realizaram algumas orientações e a apreensão de uma motocicleta devido à falta da carteira de condução, por parte do motociclista. “Nós notificamos o condutor com uma advertência e removemos a moto ao pátio do órgão, mas que foi liberado pelo condutor em seguida”, diz o Comandante.

A princípio a campanha educativa está sendo realizada apenas na Capital e a previsão é que possa se estender até o mês de agosto. Além da Capital, o órgão já estuda a possibilidade de se estender ao interior sergipano.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais