Capela implanta plano de cargos e salários aos servidores

0

Praça em Capela (foto: site prefeitura)

A administração 'Capela voltando a ser princesa' implantou neste mês de julho o Plano de Cargos e Carreiras (PCC) dos servidores municipais, uma conquista esperada há quase 30 anos e que agora virou uma realidade para a categoria. A lei, que foi aprovada pela Câmara Municipal, dará vantagens e seguranças para todos os funcionários de acordo com o cargo ocupado.

“É um sonho realizado”, afirma a secretária municipal de Administração, Maria do Carmo Santos. Mais conhecida como 'Carminha', ela é a funcionária mais antiga da casa, com 27 anos de dedicação ao serviço público. “Não só eu, mas todos os servidores esperavam pelo Plano há muito tempo”, afirma. Segundo a secretária, o PCC começou a vigorar desde o dia 1º de julho, e agora só falta ser entregue e formalizado pelo prefeito Manoel Messias Sukita Santos aos servidores municipais.

De acordo com ela, e outros funcionários, o Plano irá trazer mais dignidade aos servidores da Prefeitura, já que irá equiparar o salário de acordo com a função ocupada. Antes, praticamente, quase toda a categoria recebia o mesmo valor (um salário mínimo – R$ 545) sem distinção de cargo.   

A servidora municipal Sonaly Dantas Vieira não esconde sua emoção quando viu o Plano ser aprovado. “A implementação é uma conquista de todos os funcionários, antigos e novos, que terão suas garantias asseguradas de acordo com o cargo ocupado e com a conquista do aumento gradativo. Isso mostra respeito não somente à categoria, mas a toda a população”, avalia.

O documento assegura o Triênio (que já era pago), o Termo de Adicional de 1/3, e também a Gratificação de Titulação de Nível Superior. Atualmente, a Prefeitura de Capela conta com 1.500 servidores municipais, divididos em diversos cargos. 

A assistente administrativa Iracema Nascimento faz questão de falar da conquista. “Estou muito feliz, porque antes não existia distinção e o salário era igual para todos, fosse ele administrativo ou serviços gerais, por exemplo, e isso não era correto. Conquistamos nossos direitos e agora seremos mais valorizados”, entende a funcionária, que tem 21 anos de serviços prestados à Prefeitura.

Fonte: Ascom/Prefeitura de Capela

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais