Capes recomenda Mestrado em Sociologia da UFS

0

O reitor da Universidade Federal de Sergipe – UFS -, professor José Fernandes de Lima, anunciou que o curso de Mestrado em Sociologia da instituição de ensino que dirige está entre os recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal – Capes -. A decisão, que foi tomada na última reunião do Conselho Técnico Científico, realizada no último mês de novembro, foi encaminhada ontem à Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa – Posgrap -. O curso, que está em funcionamento desde 1994, tem como linha temática “Estado e Sociedade”. Em 1999 teve início o processo de reformulação e foram definidas as linhas atuais de pesquisa. Atuam como professores do Mestrado em Sociologia 12 doutores, mas nos próximos quatro anos outros serão incorporados ao quadro. Em março de 2003, vinte alunos começarão a defender as suas dissertações. O tema principal dos trabalhos é “Cultura e Cidadania” e em torno dele funcionam duas linhas de pesquisa: “Políticas Públicas e Movimentos Sociais” e Cultura e Identidade”, conforme informações divulgadas pelo professor Paulo Sérgio da Costa Neves, coordenador do Núcleo de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais. “Todos os professores integrantes do Mestrado estão também desenvolvendo trabalhos de pesquisa em diversas áreas, entre as quais direitos humanos, sociologia rural, cultura popular, patrimônio histórico e pensamento social”, diz Neves. Com a aprovação do Mestrado em Sociologia, a UFS – única instituição de ensino superior que tem cursos de pós-graduação em Sergipe – passa a contar com um total de sete mestrados e um doutorado, todos reconhecidos pela Capes. “A partir de agora, a nossa tarefa é trabalhar cada vez mais para melhorar a qualidade do Mestrado e conquistar novos espaços”, afirma Paulo Neves. Por Eugênio Nascimento

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais