CARNAVAL NA PRAÇA

0

Ficou célebre no anedotário política a briga entre ele e o então prefeito da capital, José Conrado de Araújo, que foi eleito por uma coligação de partidos da Oposição. Para manter a tranquilidade no centro da cidade e principalmente para sua família que morava no Olímpio Campos, Luiz Garcia proibiu a realização do carnaval na praça Fausto Cardoso. Mas, o prefeito tanto insistiu em realizar ali a festa, que chegou mesmo a desafiar o governador para uma briga em plena rua: quem ganhasse, decidiria o que fazer com o carnaval. Num gesto de bom senso, Luiz Garcia não prolongou a briga, liberou a praça e passou dias veraneando no Palácio na Atalaia. Luiz Garcia não conseguiu eleger o seu sucessor porque a Oposição foi buscar na própria UDN o seu candidato, no caso, Seixas Dória.

Comentários