Casa Amélia Leite busca ajuda para reiniciar atividades

0
Local foi invadido no último fim de semana (Foto: arquivo Portal Infonet)

A Casa Maternal Amélia Leite, localizado no bairro Suissa, busca recursos para reiniciar as atividades de assistência a crianças em situação de vulnerabilidade social. As aulas foram suspensas porque todos os alimentos e equipamentos de cozinha foram furtados no último fim de semana. A estimativa é de um prejuízo de R$ 15 mil.

“As aulas seriam iniciadas na última segunda-feira, 17, mas com esse problema, a gente teve que suspender. Levaram todos os nossos alimentos, além de objetos e equipamentos da cozinha. Não temos como atender as crianças que ficam aqui o dia inteiro porque não podemos oferecer as refeições”, lamenta Eleuza Santana, assistente social da casa.

Ainda de acordo com a assistente social, as famílias estão passando por dificuldades por não ter onde deixar as crianças. “Os pais trabalham fora e não tem com quem deixar as crianças. Somos a única opção deles. As crianças chegam aqui bem cedo, saem no fim da tarde e recebem café da manhã, almoço e lanches”, conta.

O furto foi percebido nas primeiras horas da manhã de segunda-feira, 17. Os portões da cozinha apresentavam sinais de arrombamento. Do local, foram levados alimentos como carne, frango, peixe, feijão, arroz e leite, equipamentos de cozinha, entre eles, liquidificadores industriais e batedeiras, além de materiais de limpeza e uma televisão.

A Casa Maternal atende a 105 crianças (Foto: divulgação)

A direção pede que as pessoas interessadas em realizar doações entrem em contato através do telefone (79) 3214 4849 ou compareçam à sede da instituição que fica na rua Frei Paulo, nº 682, bairro Suíssa, em Aracaju.

A Casa Maternal atende a 105 crianças, prestando assistência educacional, pedagógica, fonoaudióloga, nutricional, jurídica e social. A instituição se mantém de aluguéis de seus imóveis e com doações de pessoas físicas e jurídicas.

Por Verlane Estácio

Comentários