Casal de botos-cinza e tartaruga são encontrados mortos em Sergipe

0
Botos estavam com marcas de redes de pesca (Fotos: Fundação Mamíferos Aquáticos)
Espécie vive na região costeira de Sergipe

Um casal de botos-cinza foi encontrado morto neste sábado, 2, na Barra dos Coqueiros, durante o trabalho de monitoramento realizado pela Fundação Mamíferos Aquáticos (FMA). Uma tartaruga oliva também foi localizada no litoral de Aracaju.

De acordo com o veterinário responsável pelo monitoramento, Jônatas dos Santos, os botos, um macho adulto e uma fêmea jovem, estavam com marcas de redes de pesca. “Eles estavam em estado de decomposição de moderado para avançado. Também tinham marcas evidentes de interação com redes de pesca”, informou. Os botos-cinza são comuns na região costeira do estado. Segundo a FMA, eles residem no estuário do Rio Sergipe e utilizam a área para alimentação e reprodução.

Tartaruga foi mordida por cães

Já a tartaruga foi encontrada com lesões graves provocadas por ataques de predação por cães, resultando na perda de sangue e musculatura do animal.

A FMA ressalta a necessidade de não interagir com os eventuais animais mortos e/ou debilitados nas praias, já que a causa do óbito pode ir de aspectos naturais a enfermidades ou potenciais impactos antropogênicos, causados pela ação humana.

Ao encontrar alguma espécie marinha, é necessário acionar a FMA, através dos contatos 0800 079 3434 e (79) 99164-0707 (também disponível em WhatsApp).

A realização do Programa Regional de Monitoramento de Encalhes e Anormalidades é uma medida de mitigação exigida pelo licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, o Ibama.

por Jéssica França

Comentários