Caso Mari Ferrer: senador de SE pede que CNJ apure conduta do juiz

0
O caso Mari Ferrer repercutiu em manchetes de todo o país (Foto: arquivo pessoal)

O senador por Sergipe, Alessandro Vieira (Cidadania), anunciou nesta terça-feira, 3, que protocolou uma reclamação disciplinar no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para que seja apurada a conduta do juiz que atuou no julgamento do empresário André de Camargo Aranha, acusado de estuprar a promotora de eventos, Mariana Ferrer. O caso ocorreu em 2018, em Florianópolis (SC), e o desfecho de “estupro culposo” repercutiu em todo o Brasil.

Um vídeo com imagens da audiência foi divulgado nesta terça-feira, 3, pelo The Intercept Brasil. Além da repercussão por causa do desfecho do caso, a situação gerou revolta nas redes sociais em virtude da conduta do advogado do empresário, que atacou a promotora de eventos. O assunto está em manchete de vários veículos de comunicação e as tags #justicapormariferrer e #estuproculposonaoexiste estão nos dois primeiros lugares dos Tredings Topics (assuntos do momento) no Brasil.

Publicação feita pelo senador Alessandro Vieira (Foto: reprodução)

“Protocolei Reclamação Disciplinar no CNJ para que seja analisada a grave omissão do juiz que atuou no caso, permitindo que o advogado de defesa dirigisse ofensas inadmissíveis à honra e dignidade da vítima. Isso é inaceitável. Estupro culposo não existe!”, postou o senador.

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais