Centro de Convenções ganhará reforma

0

Inaugurado em 1988, o Centro de Convenções de Sergipe passará por uma abrangente reforma, a fim de atender à crescente demanda de eventos que acontecem no estado. O aperfeiçoamento do local foi tema de reunião nesta quinta-feira, 8, na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia e do Turismo (Sedetec), que tem como órgão vinculado a Companhia de Desenvolvimento Industrial e Recursos Minerais de Sergipe (Codise), responsável pelo Centro.

Hoje, o local conta com um pavilhão de feiras e exposições distribuído em pouco mais de 5 mil m², bilheteria, entradas para carga e descarga e saídas de emergência. A ideia é ampliar esse espaço e proporcionar mais conforto ao usuário, bem como possibilitar a realização de eventos simultâneos no local.

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico, Jorge Santana, o governador Marcelo Deda, que já conhece a necessidade dessa ampliação e reforma, determinou que se avançasse no projeto e fossem ouvidas as partes interessadas, especialmente o Aracaju Convention & Visitors Bureau, instituição que capta, cria e apoia eventos; e a Associação Brasileira das Empresas de Eventos – Sergipe (Abeoc-SE).

“O encontro de hoje teve a presença das duas instituições sugeridas pelo governador Marcelo Deda. Ouvimos os representantes e, de antemão, já encontramos uma solução viável de engenharia e arquitetura, com ampliação do pavilhão, do número de salas e do estacionamento”, informou o secretário.

O projeto de reforma e ampliação do Centro de Convenções de Sergipe, que está sendo desenvolvido pela Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (Codise), deverá contar com o acréscimo de itens como climatização, escada rolante e divisórias móveis.

Após sua conclusão, segundo Jorge Santana, ele será levado ao governador para que este encaminhe a proposta ao Ministério do Turismo. “O Ministério já se dispôs a apoiar o projeto. Se tudo correr bem, essa obra pode ser iniciada ano que vem. A expectativa é aumentar o pavilhão em 3 mil m², aumentar o número de vagas de estacionamento e trabalhar em fatores como a climatização”, pontuou Santana.

 

Comentários