Centro Espírita Casa da Fraternidade completa 58 anos

0

Odelmar Brandão foi um dos presidentes com maior história na Casa
Nesta segunda-feira, 6, o Centro Espírita Casa da Fraternidade completa 58 anos. Para comemorar a data, a programação conta com o seminário “Fraternidade Sempre”, com palestra de Joel Silva, enfocando a trajetória da instituição. Além dele, participa também Sérgio Alves que falará dos avanços conquistados pelo órgão. Os festejos serão encerrados dia 10, às 19h30, com palestra de Luduvice José, que fará um retrospecto dos anos de funcionamento do centro.

A instituição foi fundada em 1951, no bairro Cirurgia, onde se encontra atualmente. De acordo com Antonio Monteiro de Jesus, ex-Presidente da Federação Espírita de Sergipe, a criação da Casa da Fraternidade foi fruto de sugestão do jornalista baiano, Abel Mendonça, que visitando a capital sergipana, e em razão do reduzido número de instituições  em Aracaju.

As primeiras reuniões eram realizadas na antiga residência de Clara Bispo dos Santos, situada nos areais da Rua Porto da folha, 1421, uma casa de taipa com cobertura de palha de coqueiro.Toda a trajetória é contada na narrativa de Monteiro de Jesus, transcrita no livro “Memória”, que abriga excertos do Movimento Espírita em Sergipe.

Um dos presidentes com maior história na Casa foi Oldemar Brandão Teles, responsável pelo aumento do número de freqüentadores das reuniões e por ter educado mediunamente alguns líderes que continuam atuando no local e em outras instituições sergipanas.

Por muitos anos, já na nova sede, a Casa da Fraternidade teve como Presidente Oldemar Brandão Teles, cujo papel dignificante na condução da instituição, logrou um público sempre significativo nas reuniões, pontificando o trabalho de educação da mediunidade que comandou, dele advindo seareiros de Cristo que continuam atuando na Casa e em outras instituições sergipanas.

Comentários