Chesf reduz vazão de Xingó para 1.100 m³/s

0

A redução permanece até novembro de 2013 (Foto: Aldaci de Souza/Portal Infonet)

A Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) já deu início a redução mínima da vazão da hidroelétrica de Xingó em Sergipe. Com a determinação, a capacidade da vazão do São Francisco passará de 1.300 m³/s para 1.100 m³/s de forma gradativa.

A autorização para o início da operação foi concedida pelo Ibama e a Agência Nacional de Águas (ANA) no início de abril e vai atingir as populações ribeirinhas que residem no leito do rio e que sobrevivem diretamente da pesca.

De acordo com o superintendente de Operação da Chesf, João Henrique Franklin, o intuito da redução é para manter o nível dos reservatórios que está em baixa por conta do período de estiagem. “A decisão foi tomada por conta do baixo nível de água no reservatório ocasionado pela falta de chuva. Para se ter uma ideia, o reservatório de Sobradinho que é o de maior capacidade está com 48% da capacidade hídrica. A redução é para assegurar o uso da água nos próximos meses devido as poucas chuvas”, informa.

Ainda segundo João Henrique, a decisão é temporária e segue até o final de 2013. “Desde sábado [4] a Chesf reduziu de 1.300 m³ para 1.200 m³. No próximo sábado [11] a vazão cairá para 1.100 m³. Essa redução é temporária até novembro de 2013, que é quando começa o período úmido da região”, diz.

Questionado sobre a possibilidade de haver a elevação do preço da energia elétrica, João Henrique destaca que isso não deve ocorrer. “Vamos acompanhar a redução, mas em termos de energia não, porque existem outras fontes e energia que supra a necessidade da população em geral. O que vai ter é a redução de água na vazão dos municípios ribeirinhos”, informa.

A vazão do trecho de Sobradinho até Paulo Afonso (BA) será de 1.300 m³/s, devido a demanda energética da região.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais