Chuvas causam riscos e prefeitura interdita imóvel no bairro Lamarão

0
Defesa Civil Municipal monitora áreas de riscos em Aracaju (Fotos: Defesa Civil)

Entre a noite da sexta-feira, 24, e a manhã deste sábado, 25, a Defesa Civil de Aracaju atendeu a dois chamados realizados através do número emergencial disponibilizado pela Prefeitura de Aracaju para atender à população vulnerável, diante dos frequentes riscos que as chuvas estão causando na capital sergipana. Nesses chamados, houve necessidade de interdição de um imóvel no bairro Lamarão, conforme informações divulgadas pela Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec) neste sábado, 25.

Defesa Civil interditou um imóvel

As demandas foram atendidas pelas equipes da Defesa Civil, que realizaram a avaliação de risco e adotaram as medidas necessárias diante de cada situação, conforme a Semdec. “Em ambos os casos a situação esteve relacionada a problemas estrutu,is. Em um deles foi necessário realizar a interdição do imóvel, que está situado no bairro Lamarão. A família passou a ser acompanhada pela Assistência Social do município”, esclareceu o major Sílvio Prado, coordenador da Defesa Civil de Aracaju.

Conforme a Semdec, a Prefeitura de Aracaju continua monitorando a instabilidade climática e mantém atenção às demandas provenientes do número emergencial 199, da Defesa Civil Municipal. As equipes também atuam de maneira estratégica no acompanhamento das áreas mais vulneráveis à chuva, para a adoção de medidas que possam prevenir riscos.

A Semdec informa ainda que, conforme a indicação dos pluviômetros instalados na capital, as precipitações das últimas 12 horas geraram um acumulado de 46.2 mm. Já nas últimas 6 horas, esse volume foi de 15.2 mm. “Mantemos o monitoramento desses índices para atuar de maneira estratégica, mesmo com a redução do volume de chuvas, em relação ao último final de semana”, pontuou o coordenador da Defesa Civil de Aracaju.

Em situação de emergência, a Defesa Civil de Aracaju pode ser acionada através do número 199, que funciona 24 horas, ininterruptamente, em todos os dias da semana.

 

Com informações da Semdec

 

Comentários