Chuvas: governador agiliza liberação de recursos

0

Foto: Igo Estrela/Pixel Imagem
Em reunião de trabalho nesta sexta, 23, o governador Marcelo Déda determinou a imediata elaboração de planos de trabalho como forma de assegurar a liberação dos R$ 30 milhões disponibilizados pelo Ministério da Integração Nacional para assistência às vítimas das chuvas. Do encontro de trabalho, na sede da representação de Sergipe em Brasília, participaram equipes do Governo do Estado e da prefeitura de Aracaju.

De acordo com o Ministério, os recursos federais deverão ser aplicados nas cidades que estão sob o estado de emergência, levando em conta a extensão dos danos em cada município. O destino destas receitas precisa obedecer aos critérios e às finalidades especificados pela legislação.

Dos R$ 30 milhões, R$ 10 milhões deverão ser aplicados em socorro emergencial, ou seja, no atendimento imediato às famílias vitimadas pelas cheias. Estes valores podem ser empregados, por exemplo, na compra de alimentos, colchões e agasalhos, no pagamento de aluguéis, na reconstrução e no reparo de moradias afetadas, além de outras ações humanitárias.

Outros dez milhões, destinados à reconstrução, servirão para reerguer a infraestrutura danificada pelas chuvas. Finalmente, o último terço dos recursos atenderá à prevenção de novas catástrofes. “Vamos, com esta última parte, buscar investimentos que agreguem infraestrutura nova, como construção de canais, contenção de encostas, alargamento de rios, proteção de margens, como forma de evitar novas ocorrências de enchentes”, detalhou Déda.

Cidades beneficiadas

Na configuração definida durante a reunião desta sexta, do total que será liberado, R$ 12 milhões serão aplicados na capital sergipana, o município mais atingido pelas cheias. Os demais R$ 18 milhões serão distribuídos entre as outras 11 cidades em estado de emergência: São Cristóvão, Carmópolis, Nossa Senhora do Socorro, Neópolis, Pacatuba, Ilha das Flores, Laranjeiras, Brejo Grande, Barra dos Coqueiros, Maruim e Itabaiana.

Com informações da ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais