Chuvas moderadas e intensas devem perdurar até este sábado em Sergipe

(Foto: Freepik)

Um novo alerta emitido pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Semac) indica a incidência de chuvas até o dia 8 de julho, variando de moderadas a intensas. A análise desta sexta-feira, 7, aponta para a probabilidade de precipitações intensas atingirem as regiões do baixo São Francisco, leste sergipano e grande Aracaju; já nas regiões do agreste, sertão e sul sergipano, as chuvas tendem a ser moderadas. Nas últimas 24h, somente na capital, o volume de chuvas já ultrapassou os 60 milímetros, confirmando as projeções divulgadas no início desta semana.

A meteorologista da Semac, Wanda Tathyana de Castro, informa que esta condição está relacionada à aproximação de uma frente fria associada a um ciclone extratropical, que atua sobre o Oceano Atlântico, e encadeou a formação de um cavado invertido – condição de ventos que favorece a formação de chuvas intensas- atuando nos baixos níveis da atmosfera, favorecendo a formação de áreas de instabilidade na faixa leste da região Nordeste, tornando as chuvas mais volumosas e temperaturas amenas.

“Logo, podendo ocasionar precipitações de intensidade moderada a intensa na região, especialmente na região do baixo São Francisco, leste Sergipano e Grande Aracaju, entre os dias 7 e 8 de julho, com possibilidade do acumulado de chuva variar de 30 a 60 mm/h ou de 50 a 100 mm/dia (baixo São Francisco, leste sergipano e grande Aracaju); nas regiões do agreste, sertão e sul sergipano, chuvas entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia”, detalhou Wanda.

Ela também reforça os riscos associados às chuvas volumosas. “A ocorrência de precipitações pode gerar acumulados significativos para as regiões do baixo São Francisco, leste sergipano e grande Aracaju, apresentando riscos em rodovias, alagamentos, deslizamentos de encostas, transbordamento de pequenos córregos e riachos. Já nas regiões do agreste, sertão e sul sergipano, os riscos diminuem. Há risco de transbordamento dos principais rios e lagoas do estado”, finalizou a meteorologista da Semac.

Fonte: Governo de Sergipe

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais