Chuvas provocam alagamentos e erosões em Aracaju

0
Cratera no Jabotiana: moradores pedem providências (Fotos encaminhadas por internauta)

As chuvas que estão ocorrendo desde a noite da segunda-feira, 15, estão provocando alagamentos e até erosões em vias pavimentadas da cidade de Aracaju. De acordo com informações da Prefeitura de Aracaju, o volume de água é grande e equipes já estão nas ruas fazendo o monitoramento dos pontos mais críticos. Este trabalho está sendo realizado conjuntamente por vários órgãos da administração municipal.

Condutores também devem ter maior atenção na pista

De acordo com informações da assessoria de imprensa da Defesa Civil, apesar dos alagamentos das vias, não há ocorrências mais graves na capital sergipana. As equipes da Defesa Civil, da Empresa Municipal de Obras e Urbanismo (Emurb), da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e também da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) continuam monitorando, com equipes concentradas em diferentes pontos da cidade, desde a Zona Norte até a Zona Sul, que estão sendo afetadas pelas fortes chuvas.

Cratera

A gerente administrativa Érika Farias está preocupada com as consequências das chuvas na rua Estrada da Cabrita, no bairro Jabotiana, na capital sergipana. Segundo revelou, com as chuvas da noite desta segunda-feira, uma cratera se formou em um trecho daquela via, onde parte da pavimentação cedeu e há visíveis sinais que a proporção da erosão possa aumentar. “Cada vez que chove a pavimentação cede mais. Daqui a pouco nem teremos como sair de casa”, diz. No local, segundo Érika Farias, esta é a terceira vez que a pavimentação cede, sem que providências sejam adotadas pelo poder público.

A Emurb tomou conhecimento do problema na manhã desta terça-feira, 16, através do contato feito pelo Portal Infonet. A assessoria de imprensa informou que técnicos da prefeitura serão mobilizados e irão ao local ainda nesta manhã para analisar a situação e verificar as providências que deverão ser adotadas para corrigir os problemas.

Chuvas não previstas

O secretário da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida, informou que a quantidade de chuvas não estava prevista. Conforme revelou, o nível pluviométrico atingiu uma faixa de 43,6 mm nas últimas seis horas. “Uma quantidade bastante concentrada”, frisou. O secretário informou que os canais destinados ao escoamento de águas pluviométrica não transbordaram, mas há alagamentos observados nas avenidas Euclides Figueiredo, São Francisco de Assis, Airton Teles e em locais mais baixos da cidade, a exemplo da Praça da Imprensa, no Grageru, onde é comum ocorrências desta natureza quando há fortes chuvas.

Aliado às ações da Defesa Civil e da Emurb, também há equipes da SMTT, controlando o trânsito nos locais mais críticos, e também equipes da Emsurb, monitorando os canais e retirando entulhos. A Prefeitura de Aracaju pede apoio da comunidade para evitar, em qualquer época, o lançamento de dejetos nos cais e nas ruas da cidade. Principalmente, o descarte de material plástico nas vias, que poderá ser lançado para as bocas de lobo e assim obstruir a rede de drenagem da cidade.

Verificando situações de risco e anormalidades, a população deve informar à Defesa Covil de Aracaju. Basta telefonar para o número emergencial 199, que funciona 24h, ininterruptamente.

por Cassia Santana

Comentários