Ciosp: atendente está sofrendo ameaças

0

O promotor Deijaniro Jonas Foto:Portal Infonet

Foi adiada a audiência que seria realizada no Ministério Público Estadual sobre o caso da atendente envolvida na ocorrência da morte do comerciante Eraldo de Jesus.

Nesta quinta-feira, 11, o promotor Deijaniro Jonas iria ouvir o representante da empresa, Rômulo Rodrigues da Fonseca, que administra o Ciosp sobre a capacitação dos atendentes que trabalham no local e solicitar os dados da atendente que ouviu o pedido de socorro do comerciante.

De acordo com o promotor Deijaniro Jonas o advogado da empresa, André de Sá, que se encontra em Brasília, enviou um comunicado ao Ministério Público pedindo o adiamento da audiência porque não havia conseguido vôo para a capital sergipana.

No mesmo documento o advogado diz que os dados têm sido guardados em sigilo pela empresa porque a atendente está sofrendo ameaças de morte.  André de Sá pede ainda que a audiência seja feita em reserva.

O crime

O comerciante Eraldo de Jesus Santos, de 42 anos, foi vítima de latrocínio quando saía do seu estabelecimento, localizado no Centro da capital, quando foi surpreendido por três homens em um moto. O irmão da vítima disse que os homens pediram um refrigerante no depósito e ficaram esperando Eraldo sair. Quando estava atravessando a rua para levar uma quantia entre R$ 60 e 70 mil reais para a sua casa, localizada em frente ao estabelecimento, os bandidos atiraram e Eraldo morreu na hora.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais