Ciosp: SSP vai esclarecer detalhes do crime

0

Todos os detelhes devem ser esclarecidos até segunda-feira (Fotos: Portal Infonet)
O crime contra o comerciante Eraldo de Jesus está perto de ser totalmente elucidado pela Polícia. Uma investigação cautelosa que já dura cerca de seis meses. Para a polícia o principal suspeito de ter participado do latrocínio contra o comerciante é o sobrinho da esposa de Eraldo. O homem, identificado como Claudiano de Jesus, já está preso no Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope).

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP) além desse suspeito, outros dois homens também estão presos. A informação na SSP é de que o caso está sendo tratado em sigilo. Segundo o assessor de comunicação do órgão, Lucas Rosário, na próxima segunda-feira, 21, a polícia deverá esclarecer detalhes sobre a prisão.

Pensão

O comerciante foi assassinado brutalmente 
Para o advogado da família, Cristiano Pinheiro Barreto, a notícia provocará um sofrimento ainda maior. “Com certeza vai trazer um sofrimento ainda maior para a viúva que já sofre pela perda do marido”, observa o advogado, salientando que a família aguarda o cumprimento da decisão judicial para o pagamento da indenização.

“O Estado alega que não depositou o dinheiro porque não foi fornecido o número da conta, mas essa é uma decisão da Justiça que deveria ser cumprida porque foi expedida em 14 de abril. A pensão tem que ser depositada em juízo em uma conta aberta pelo Juiz”, explica.

Crime

O advogado diz que Estado não cumpriu a decisão da Justiça
O comerciante Eraldo de Jesus Santos, de 42 anos, foi vítima de latrocínio no dia 25 de janeiro quando saía do seu estabelecimento, localizado no Centro da capital, e foi surpreendido por três homens em uma moto. Horas antes do crime o comerciante chegou a pedir ajuda policial através do 190, mas não teve seu pedido atendido.

O irmão da vítima disse que os homens pediram um refrigerante no depósito e ficaram esperando Eraldo sair. Quando ele estava atravessando a rua para levar uma quantia de cerca de R$ 80 mil reais para a sua casa, localizada em frente ao estabelecimento, os bandidos atiraram e Eraldo morreu na hora.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais