Comerciantes de fogueiras serão transferidos do Ceasa

0

Comerciantes serão transferidos (Fotos: Portal Infonet)

Os vendedores de fogueiras da Central de Abastecimento de Aracaju (Ceasa) estão apreensivos com a mudança do local da comercialização do produto. Eles receberam uma notificação da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) para que deixem o local até a próxima quinta-feira, 17.

De acordo com a assessoria de comunicação do órgão, a transferência é necessária para a desobstrução da calçada e propiciar segurança aos pedestres que transitam naquele espaço.

Para quem comercializa no local há muitos anos fica a incerteza quando à clientela. Raimundo Conceição conta que há 12 anos vende fogueiras nos arredores da Ceasa e teme a perda de clientes. “Todo mundo já sabe que a tradição é vender aqui, o que deixa a gente chateado é que eles [Emsurb] não comunicaram para a gente antes que não ia

Funcionários da Emsurb estiveram no local para cadastrar os vendedores
poder colocar as fogueiras aqui”, diz o vendedor.

Raimundo explica que o investimento para se adquirir o produto é bastante alto e que mudar de lugar sem nenhuma antecedência pode prejudicar as vendas. “Essa madeira vem da Bahia, paguei R$ 2 mil no caminhão somente de frete a gente paga R$ 700”, lembra o vendedor salientando que antes de montar as fogueiras esteve na Emsurb para saber os procedimentos.

“Estive lá e fui informado que só poderia montar a partir do dia 1º e que nenhum vendedor poderia dormir aqui. Por isso, aluguei uma casa aqui pertinho onde após ás 11h deixo a mercadoria aqui e vou dormir”, afirma.

A assessoria da Emsurb ressalta que os comerciantes terão duas opções de transferência. Podendo

As fogueiras custam em média R$20
optar pela Praça da Cruz Vermelha, localizada há poucos metros do Ceasa, ou ainda na região da Coroa do Meio. A assessoria informa ainda que todas estará disponibilizando transporte para a retirada das mercadorias do local.  

Vendas

O produto tradicional dos Festejos Juninos ainda não aqueceu as vendas. A expectativa é que a partir do dia 20 as vendas aumentem em cerca de 40%. Para quem está pensando em comprar o produto é bom não deixar para a última hora, pois os valores podem sofrer acréscimo. “Os preços estão variando muito, depende do tamanho da fogueira. Por enquanto tem de R$10 a R$ 15 da pequena. As maiores são de R$ 30 a R$20”, destaca Raimundo Conceição.

Por Kátia Susanna

Comentários