Compra de suposto acervo será investigada

0

O boleto de pagamento das parcelas do acervo (Fotos: Casa Civil)
De acordo com a Casa Civil, o secretário-chefe do órgão, Oliveira Júnior, assinou na última quinta-feira, 29, ofícios ao Tribunal de Contas, Ministério Público, Controladoria Geral do Estado e Procuradoria Geral do estado para dar ciência do relatório final da primeira sindicância estabelecida para a Casa Civil apurar o destino das supostas imagens adquiridas no ano 2006 por R$1,2 milhão.

Segundo a assessoria de comunicação da Casa Civil a comissão responsável pela sindicância encontrou graves falhas na condução do processo de compra. A informação é que a comissão não encontrou nenhuma pista de onde as imagens se encontram ou mesmo se elas existem. Os objetoscorrespondem a um arquivo histórico de fotos e vídeos da capital do ano de 1985 a 1994.

Local onde supostamente ficava a empresa contratada
A comissão também não obteve êxito em localizar a empresa contratada responsável pelo acervo, identificada como Marca Comunicação e Eventos Ltda.

O suposto acervo pode ter gerado um prejuízo milionário para os cofres. A estimativa, segundo a Casa Civil, é que o valor com a atualização monetária de 2010 representa exatamente a quantia de R$ 1.558.494,28.

 

 

 

 

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais