Computadores de US$100 deverão ser usados na educação

0

O Palácio do Planalto espera receber a partir de novembro deste ano os primeiros protótipos para testes e avaliação do computador portátil de US$ 100 para uso em educação. Os protótipos serão produzidos pela organização não-governamental One Laptop Per Child (Olpc – Um Computador Portátil por Criança), ligada ao Massachusetts Institute of Technology (MIT), dos Estados Unidos.

Os aparelhos serão avaliados pelo projeto Um Computador por Aluno (UCA), uma ação interministerial coordenada por Aquino e que envolve os ministérios da Educação (MEC) e da Ciência e Tecnologia (MCT), juntamente com outros pesquisadores de institutos brasileiros e que pretende distribuir um computador para cada estudante do sistema de ensino público.

O projeto UCA nasceu da proposta feita ao governo brasileiro, no início de 2005, pela Olpc, que pretende vender 1 milhão de computadores portáteis, com custo de U$ 100 cada. Para alcançar esse valor unitário, no entanto, a Olpc informa que aguarda reunir pelo menos cinco pedidos de 1 milhão de computadores, de um ou mais países, para viabilizar a produção.

Os testes realizados até agora foram feitos a partir do conhecimento de pesquisadores brasileiros sobre a tecnologia que será usada nos aparelhos e sobre as placas-mãe dos computadores, cedidas pelo MIT. Até agora, a avaliação verificou as potencialidades tecnológicas, viabilidade econômica e potencialidade pedagógica deles.

Antes da chegada dos protótipos em novembro, o MEC deverá iniciar em setembro testes de campo com computadores portáteis convencionais existentes no mercado, em escolas e datas a serem anunciadas.

Com informações da Radiobras

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais