Condutores reclamam de buracos na rodovia João Paulo II

0
Imagens enviadas por internautas mostram estado desgastado do asfalto da rodovia João Paulo II. (Foto: Reprodução / Waldson Diniz)

Condutores que trafegam pela rodovia SE-170, batizada de “João Paulo II”, enviaram ao Portal Infonet imagens do estado de conservação do asfalto em diversos trechos da via que liga as cidades de Itabaiana e Lagarto, na região Agreste de Sergipe. Segundo os moradores, os problemas são antigos, mas ganharam maior evidência com as recentes chuvas que ocorreram no estado e que geraram a ruptura da malha asfáltica em partes da rodovia.

A professora Milena Santana é uma das viajantes que enfrenta todos os dias a rotina de perigo encontrada na João Paulo II. Ela sai de Itabaiana para ministrar aulas em Campo do Brito e passa por trechos como o do loteamento Luiz Gonzaga, em Itabaiana, onde é constatada uma grande quantidade de buracos. “Ela sempre foi desse jeito. Não são só os buracos, aqui não tem acostamento e é uma rodovia sem sinalização alguma, inclusive com animais soltos”, reclama Milena.

Equipes do DER se deslocaram para os trechos mais críticos na manhã desta sexta. (Foto: Ascom/DER)

Segundo a professora, as ações esporádicas, organizadas pelo Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER) para tapar os buracos na rodovia, não são suficientes para resolver os problemas estruturais desta. “Essa ação não resolve mais. Ou faz algo maior de reparo no asfalto ou a situação permanecerá da mesma forma.”

O gerente do 2º distrito do DER, engenheiro Luiz Felipe Rodrigues, informou que foi iniciada na manhã desta quarta-feira, 26, uma operação de tapa buracos na SE-170, iniciando da entrada de Itabaiana com sentido cidade de Lagarto e percorrendo 40 km ao todo. Conforme Luiz Rodrigues, o maquinário do DER só sairá do trecho após a conclusão dos trabalhos, podendo haver o adiamento somente em caso de ocorrência de chuvas.

O engenheiro reforçou que a malha viária de Sergipe ela já está com o tempo de vida útil desgastada e que, a princípio, será feita a operação de forma preventiva. Posteriormente, Luiz Felipe informar que esta fará parte de um projeto de melhoramento para a aplicação de nova sinalização, alargamento, entre outros. Para isto, o DER aguarda a liberação de verbas a serem aplicadas nesta e em diversas vias do estado que também apresentam desgaste de malha asfáltica.

Veja vídeo mostrando a situação da rodovia: 

por Daniel Rezende

Comentários