Conferência de Segurança Pública debatida em SE

0

Regina Trindade Lopes, mobilizadora da Conseg nos estados de Se, Ba e Al
Representantes do governo, polícia e sociedade civil, se reuniram na manhã desta quinta-feira, 22, com a mobilizadora regional da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública nos Estados da Bahia, Sergipe e Alagoas, Regina Trindade Lopes. O evento está marcado para agosto deste ano em Brasília, devendo reunir cerca de duas mil pessoas de diversos setores. O governador Marcelo Déda (PT) já assinou decreto para que o Estado de Sergipe seja membro da Conseg, convocada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A reunião no auditório da Academia de Polícia (Acadepol), contou com a participação de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE), da Polícia Rodoviária Federal, do Corpo de Bombeiros, Polícias Militar e Civil, Agentes Penitenciários, conselhos de segurança, e outros integrantes da sociedade.

De acordo com Regina Trindade, a idéia da Conseg é criar um novo modelo de nacional de segurança pública. “Trata-se do modelo da participação, numa experiência inédita na história do país, visando apontar diretrizes para a construção de uma política nacional de segurança pública”, informa.

Os representantes com direito a voto serão eleitos nos encontros estaduais e municipais.  Outros serão indicados pelo Ministério da Justiça, realizador do evento à nível nacional. “Em Sergipe, a Conferência Municipal está prevista ara acontecer entre os meses de março e maio. E a Conferência Estadual, nos dias 11 e 12 de julho, em locais ainda a serem definidos”, diz.

Reginaldo Moura, comandante do Corpo de Bombeiros
O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Reginaldo Moura, participou do encontro e disse que os debates são amplos. “Essas discussões são muito importantes, pois são abrangentes e tratam dos problemas da segurança pública como um todo, não somente de crimes e da violência em si, mas principalmente da família”, enfatiza.

Perfil da violência

Segundo dados do Ministério da Justiça apresentados no evento, no Brasil, o contingente da população mais castigado pelas situações de criminalidade e violência é formado por jovens, especialmente os do sexo masculino. Mais da metade dos 20.761 homicídios dolosos registrados em 2005 foram contra homens de 18 a 29 anos.

Objetivos específicos

Entre as várias prioridades da Conferência Nacional de Segurança Pública, estão fortalecer o conceito de segurança como direito humano; contribuir para o Sistema Único de Segurança Pública (Susp); valorizar e promover as redes sociais e instituições articuladas em torno do tema da segurança pública, bem como as iniciativas de educação pela paz e não violência.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais