Confusão no Encontro de Pedagogos

0

Felizmente terminou sem maiores incidentes o assim intitulado “Encontro Nacional de Pedagogos”, que começou na noite da última quinta-feira sob apupos e vaias. Marcado para acontecer no Teatro Atheneu, a Associação Nacional dos Pedagogos, organizadora do evento, “esqueceu-se” que o Atheneu tem apenas 900 lugares e 1.500 pessoas. Resultado: teve gente que não pode entrar. Lá dentro, o mestre de cerimônias organizou a mesa e passou a palavra apenas a João Alves Filho – pré-candidato do PFL, Augusto Bezerra (PMDB) e José Everaldo – pré-candidato ao Senado pelo PFL. Em seguida, criticou o prefeito Marcelo Déda por não ter aparecido para a abertura do Congresso. Levou outra sonora vaia. José Francisco dos Santos – Chico Buchinho, ex-presidente da Funcaju e pré-candidato a deputado federal pelo PT, defendeu o prefeito e taxou os organizadores de anti-democráticos. Foi aplaudido demoradamente. Sem dúvida, a tal Associação Nacional dos Pedagogos não precisava “pagar mico”. Deu no que deu… Nos dias seguintes, o encontro perdeu a força política e até mesmo o interesse de muitos, que só apareceram mesmo para pegar o certificado.

Comentários