Conselho Tutelar busca familiares de garoto autista

0
Garoto autista foi encontrado sozinho em shopping de Aracaju (Foto: Ana Lícia Menezes)

O Conselho Tutelar do 1º Distrito iniciou uma campanha para buscar os familiares de um garoto encontrado há alguns dias em um dos shoppings de Aracaju. De acordo com a conselheira Iolanda Santos, o menino aparenta ter 9 ou 10 anos de idade e ser portador de autismo. Ele não fala e foi encontrado com uma mochila [que estava amarrado em seu corpo através de cordas] contendo fraldas, remédios, roupas e escova de dente.

Iolanda explica que o órgão foi acionado por funcionários do shopping que estranharam o fato de que o menino estava há várias horas no local e sem a presença de um adulto. “Por medida preventiva o encaminhamos a um abrigo, mas não podemos revelar o local. Ele ficará abrigado até aparecer alguém da família para cuidar e se responsabilizar por ele”, detalha a conselheira.

Para Iolanda, há sinais de que o garoto tenha sido deixado propositalmente no local. “Solicitaremos ao shopping as imagens do circuito interno de segurança para saber quem abandonou a criança”, conta.

Ainda de acordo com Iolanda, mesmo que alguém da família se apresenta, será necessário esperar que o garoto seja desligado judicialmente do abrigo. “Essas pessoas que se apresentarem deverão procurar a 16ª Vara da Infância e da Juventude e comprovar o parentesco com o garoto através de documentos. Além disso, a juíza irá fazer um acompanhamento do caso e verificar se o ambiente é recomendado  para a criança”, destaca.

O fato tomou repercussão na capital sergipana e diversas pessoas sensibilizadas com a causa estão compartilhando a foto do garoto nas redes sociais. Conforme esclarecimentos do Conselho Tutelar, a divulgação da foto na imprensa também foi autorizada pelo Ministério Público através de um pedido do abrigo onde o garoto está sendo cuidado.

Quem tiver informações sobre a família da criança pode ajudar entrando em contato com o Conselho Tutelar do 1º Distrito através do telefone (79) 3251-2565.

Por Verlane Estácio

Comentários