Consultora tem filho levado para São Paulo

0

Rosana com o filho Vinícius
Mesmo com a guarda do filho Vinícius da Silva Oliveira, de apenas quatro anos, a consultora de vendas Rosana da Silva Santos ficou surpresa ao descobrir que o pai da criança (o comerciante José Aloízio de Oliveira), o levou para morar em São Paulo.  Ela registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia Especial de Atendimento à Criança e ao Adolescente, no último dia 11 de maio e levará o caso até o fórum da av. Visconde de Maracaju, local em que foi concedida a guarda do garoto.

Desesperada, Rosana contou à reportagem do Portal Infonet que conseguiu a guarda do filho após audiência em fevereiro de 2008, quando o ex-marido ficou depositando a pensão regularmente.  “Após uns meses, ele disse estar passando por um problema familiar e pediu para ao invés de pagar a pensão, levar o menino para morar com ele, colocando-o na escola e dando alimentação, mas somente por um tempo, até equilibrar as finanças”, relata.

A mãe disse ter permitido desde que pudesse ver a criança semanalmente e que o filho fosse tratado bem, já que o pai possui outra família.  “Eles residiam na av. principal do conjunto Sol Nascente e eu fiquei pegando meu filho todas as sextas-feiras à tarde e retornando às segundas-feiras pela manhã, sendo que todos os dias conversava com ele.  Me relacionava bem com a esposa atual do pai dele e todos da casa (inclusive a criança), garantiam estar tudo dentro da normalidade”, destaca.

Surpresa desagradável

Ao chegar à residência do ex-marido na sexta-feira, 1º de maio, para pegar o filho, Rosana encontrou as portas fechadas.  “Liguei várias vezes para o celular e nada, passei todo o fim de semana em busca de notícias do meu filho e somente na segunda-feira, 8, consegui falar com outro filho do meu ex-marido. Ele disse que os telefones tanto da casa quanto do pai estavam quebrados, depois resolveu contar que o pai recebeu uma proposta muito boa de trabalho em São Paulo, indo embora e levando Vinícius”, lamenta acrescentando que na última visita, Aloízio pediu que o menino a beijasse, como se fosse a despedida.

A consultora de vendas disse ainda que perguntou ao irmão de Vinícius com qual autorização José Aloízio teria levado o menino embora.  “Ele respondeu apenas que foi com a autorização de pai. Quero o meu filho de volta. Espero que a justiça seja feita até porque legalmente a guarda está em meu poder”, entende Rosana da Silva.

Sem notícias

O Portal Infonet tentou por toda a manhã desta terça, 12, entrar em contato com o Sr. José Aloízio, por meio do número do telefone celular, mas uma gravação dá conta de que “o número que você ligou, no momento não está recebendo ligações”. Qualquer informação sobre Vinícius da Silva Oliveira pode ser passada para o Disque Denúncia: 0800 79 0147.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais