Contra os clandestinos, taxistas protestam

0

Taxistas tomaram as ruas da capital na manhã desta terça
A expansão do transporte clandestino em Sergipe levou mais de 500 taxistas de Aracaju a realizarem uma manifestação na manhã de terça, 18. Os motoristas se concentraram na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Táxi de Sergipe (Sintax) e saíram em carreata com destino à Câmara Municipal de Aracaju (CMA).

O objetivo principal, de acordo com o presidente da categoria, Luiz Cunha (o Nena), é chamar a atenção das autoridades para o crescimento do número de veículos transportando passageiros clandestinamente. “O clandestino se agigantou e o taxista pode vir a se tornar uma profissão em extinção devido a isso”, diz.

Faixa acusa SMTT, que nega ser conivente com a clandestinidade
Conscientização de taxistas

Alguns profissionais que conduzem táxi em Aracaju não têm noção da gravidade do assunto, segundo Nena, e a mobilização de hoje também serve para essa conscientização. “É uma concorrência muito desleal com nós, que estamos devidamente regulamentados e pagamos impostos”, acredita o presidente.

Além da clandestinidade na capital, outra forma obscura de transportar passageiros na capital vem do interior sergipano. “Cada um ganha a sua concessão para atuar em seu município. Infelizmente a cultura de alguns políticos de Sergipe é de total irresponsabilidade com relação à concessão. Muitos vereadores também têm ponto de táxi e alguns usam apenas para comprar automóvel sonegando imposto”, acusa.

Ruas ficaram engarrafadas
SMTT conivente?

A manifestação foi embalada por dois trios elétricos que traziam faixas acusando a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) de ser conivente à atuação dos transportes clandestinos em Aracaju, acusação que é desmentida pela assessoria do órgão.

“De janeiro a junho deste ano apreendemos cerca de 230 veículos. O trabalho de combate ao clandestino é diário, mas nós dispomos apenas de oito fiscais”, informa a assessoria. O veículo flagrado na ilegalidade é retido em um pátio da SMTT e só é liberado após pagamento de multa de R$ 319,23 pelo proprietário.

Segundo a superintendência, a frota de táxis em Aracaju foi renovada em 50% nos últimos dois anos, mesmo período em que 1.030 novos veículos entraram em circulação. A idade média da frota é de três anos.

Por Glauco Vinícius

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais