Coordenação de Imunização se prepara para campanha nacional de vacinação

0

De 21 de agosto a três de setembro, será iniciada a 2ª Etapa Nacional de Vacinação conta a Poliomielite e Sarampo. Em Aracaju, a Coordenação de Imunização Estadual realizou nos dias 29 e 30 de junho, na Escola Técnica de Saúde do SUS em Sergipe -ETSUS/SE, uma reunião com os coordenadores Municipais de Imunização, para a definição de estratégias de ação em cada município sergipano para que se possa atingir a meta estabelecida de 95% de cobertura vacinal. Segundo a coordenadora de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde, Sândala Teles, um dos pontos mais destacados durante a reunião foi o preenchimento correto do registro de vacinação. O atingimento da meta definida pelo Governo Federal depende não apenas “da aplicação e da qualidade do imunobiológico, nós também devemos registrar com eficiência, para que o Estado atinja uma boa cobertura vacinal”, disse a coordenadora, completando que “nessa 2ª etapa, buscaremos atingir todas as crianças para que nenhuma delas fique sem tomar o imunizante contra a paralisia infantil e o sarampo, que já levou muitas crianças a óbito”. Neste segundo momento os municípios devem antecipar a vacinação nas áreas de maior complexidade operacional, como as zonas rurais e locais de difícil acesso. Os gestores municipais devem garantir horários de atendimento pelas equipes de vacinação de acordo com as necessidades da população. Além disso, é necessário que a vacinação seja feita de forma rápida, informativa e agradável, evitando estafa, tumultos, filas e falhas no atendimento. Deverão ser vacinadas, em Sergipe, 201.736 crianças na faixa etária de zero a quatro anos de idade. Estarão envolvidos dois mil postos de vacinação, oito mil servidores públicos, privados e voluntários, 250 veículos mais 300 mil doses contra a pólio e 240 mil contra a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola). Em Sergipe, os resultados têm sido considerados satisfatórios. No ano de 2000, a cobertura vacinal do sarampo obteve 97,12%; já em 2003, na primeira etapa contra a pólio, a Coordenação detectou o número de 99,08% e na segunda, de 100%. No corrente ano, a cobertura da pólio resultou em 98,12%. Os municípios sergipanos que não conseguiram atingir a meta receberam orientação da Coordenação Estadual.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais