Coordenadorias de Defesa Civil se reúnem durante essa manhã

0

As coordenadorias municipais da Defesa Civil estarão reunidas essa manhã para discutir duas formas de atuação, e a criação das coordenadorias que ainda não existem no Estado. A reunião acontece no auditório da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides). Às 11h da manhã será lançado site da corporação e os novos coletes.

O tenente-coronel Nailson Santos, diretor da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CODEC), explica que a intenção da reunião é reforçar a relação entre as coordenadorias municipais e a estadual. “O objetivo é mostrar a nova estrutura e a nova metodologia de trabalho da CODEC e reforçar a importância das coordenadorias municipais dentro do Sistema Nacional de Defesa Civil, além de reforçar a relação entre as Comdecs e com a coordenadoria estadual”, disse o tenente-coronel Nailson.

O site trará informações para a população e para as coordenadorias municipais, como previsão de tempo, mantida pelo Centro de Meteorologia da Semarh, formulários, dicas de segurança para a comunidade, e de como agir em casos de incêndio e desabamento. A página disponibiliza ainda um ‘Fale Conosco’, para facilitar a troca de informações com a comunidade.

O colete da Defesa Civil será amarelo, para ‘ficar mais visível e facilita a identificação da equipe de socorro nas ações emergenciais’, fala o gerente de Planejamento da CODEC.  Todos os municípios são responsáveis pela sua coordenadoria municipal, que deve prestar os primeiros socorros e acionar a Defesa Civil estadual.

Em Sergipe, 32 municípios têm coordenadorias municipais, mas algumas delas não funcionam efetivamente. “Isso precisa mudar. Em qualquer situação de emergência, o primeiro atendimento é dado pelo poder municipal. Quando ele não suporta mais, aciona o Estado. Além disso, em caso de situação de emergência ou estado de calamidade, o governo federal só libera verba para recuperação e ajuda se o município tiver sua Comdec”, disse o diretor, tenente-coronel Nailson Santos.

 

 

 


 

Comentários