Corregedor esclarece prisão de servidor da SSP

0

O corregedor de Polícia Civil Carlos Frederico Muricy concedeu entrevista à imprensa na tarde desta sexta-feira, 4 na sede da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe, para falar sobre a prisão do servidor da SSP, que se passava por policial civil e vinha se envolvendo em casos de prostituição.

Antônio Farias de Andrade, 56, foi preso na noite desta quinta-feira, 3 no município de Nossa Senhora do Socorro. De acordo com o corregedor, o motorista da SSP é suspeito de praticar crime de extorsão a prostitutas que agem nas proximidades dos mercados de Aracaju.

Carlos Muricy informou que Antônio Farias usava algemas, roupas e identificação de agente de polícia civil auxiliar. E que após ter sido efetuada a prisão na noite desta quinta-feira, 3, o acusado foi levado para o Presídio Militar, onde permanecerá aguardando decisão da Justiça.

Ele responderá aos crimes de favorecimento a prostituição, casa de prostituição e rufianismo (tirar proveito da prostituição alheia). Antônio Farias é dono de uma casa de prostituição localizada na rua Vitória, no bairro Siqueira Campos. E é acusado também de facilitar uma fuga na 9ª Delegacia Metropolitana, localizada no conjunto Fernando Collor de Melo.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais