Corregedoria reconhece que delegado foi imprudente

0

Em nome do departamento de Corregedoria de Polícia Civil (Corregepol), o corregedor-geral Frederico Muricy falou que a conduta do delegado João Eduardo Dantas num acidente automobilistico em junho foi imprudente. Ele voltava em alta velocidade de uma festa de Paripiranga (BA) quando colidiu em outro veículo numa rodovia estadual próxima a Lagarto. Um casal morreu.

Fortes índicios apontam que ele dirigia a uma velocidade de 160 km por hora e testemunhas contam que o delegado e um amigo que estava com ele estavam bêbados. Imagens de garrafas de whisky no interior do automóvel modelo Vectra forma registradas e entregues à polícia. A corregedoria diz que os autos não comprovam a embriaguez.

Contudo o corregedor Muricy defende a continuidade de João Eduardo no cargo, já que o mesmo estava num momento de folga e o incidente nada tem a ver com sua conduta profissional. O delegado foi afastado do cargo em 29 de junho pelo secretário de Segurança Pública, João Eloy.

   

Comentários