Correios passa a transcrever cartas em Braile

0

A partir desta sexta-feira, 5, deficientes visuais de todo o Brasil contarão com um serviço dos Correios para transcrição de correspondências do braile para a escrita a tinta e vice-versa. A Central Braille funciona em Belo Horizonte e receberá cartas de todo o país.

O objetivo dos Correios é dar autonomia aos cegos e evitar o constrangimento de terem de pedir alguém para ler ou escrever uma correspondência. A Central tem capacidade de transcrição de até mil mensagens por mês, podendo aumentar este volume de acordo com o crescimento da demanda.

Para utilizar o serviço de transcrição, os interessados, sejam pessoas que enxergam ou cegos, devem postar as correspondências, em qualquer agência dos Correios, para a Central Braille. O serviço é gratuito. Somente é cobrada a tarifa normal de postagem para correspondência comercial ou não-comercial.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais