Costa do Sol continua embaixo dӇgua

0

Único meio dos moradores chegarem em casa é de barco
Depois de cinco dias de chuvas intensas em Aracaju, os moradores do conjunto Jardim Costa do Sol, localizado na Zona Expansão,  ainda sofrem com nível da água que chegou a atingir mais de um metro de altura. As casas estão com a energia desligada, as águas que invadiram o conjunto estragou móveis, aparelhos domésticos e até carros dos moradores.

Na casa da mãe de Rosa Mendonça, o botijão de gás estava boiando e todas as portas ficaram podres por conta da umidade, além disso, diversos móveis também apodreceram. “Meus pais moram aqui e eu vim aqui para eles não ficaram sozinhos, pois eles não querem sair. Desde sexta-feira da semana passada está tudo alagado. Há mais de 72 horas estamos sem energia. Perdemos móveis, eletrodomésticos, fora o desgaste que passamos, além das doenças a que estamos propensos”, contou.

Mulher fica sujeita a cair em buraco e a doenças provocadas pela água suja
A representante comercial Silvia Regina, que vive com o marido que é deficiente físico disse que desde sábado tenta retirar seu carro de casa. “Nós alugamos a casa em janeiro e pagamos um ano de aluguel adiantado, eu não tinha idéia do que estava acontecendo aqui na sexta, pois estávamos sem energia. No sábado de manhã quando já estava tudo alagado, nós tentávamos chamar o reboque do seguro para que ele retire o carro da gente de casa pois o nível da água é alto e não temos como nos deslocar já que meu marido é deficiente físico, e o caminhão do reboque até agora se recusa a entrar aqui”, lamentou.

O único meio de locomoção dos moradores é através de um barco emprestado. O bombeiro aposentado Rosualdo da 

Sílvia disse que desde sábado tenta retirar seu carro de casa
Conceição conduz os moradores sem parar entre as casas e a parte alta que fica na Avenida Melício Machado. “Esse barco é emprestado, mas eu faço o serviço aqui por boa vontade, esse é o único meio de transporte que os moradores têm até as casas”, disse.

Por decisão da Justiça Federal, a Prefeitura de Aracaju está pagando estadia em hotéis e pousadas para os moradores que tiveram as casas atingidas por um período de dez dias. Além disso, aqueles que não têm como voltar para suas casas poderão alugar um imóvel em áreas próximas ao conjunto por um período de três meses, no valor entre R$ 600 e R$ 800, o aluguel também deverá ser custeado pela Prefeitura.

Elizabete se recusa a sair de casa
Segundo a dona de casa Elizabete Mendonça, que se recusou a abandonar sua casa, as medidas adotadas pela Prefeitura não resolvem. “Eles deveriam ter resolvido o nosso problema há muito tempo com a construção de um canal que fizesse a água escoar. Eu não aceito esmola da Prefeitura, vou ficar aqui na minha casa até que a água abaixe”, afirmou.

Já a aposentada Vera Fernandes do Amaral que aceitou ficar em um hotel, o principal problema é encontrar um imóvel para alugar. “Esse período de 10 dias no hotel é muito pouco para encontrar um imóvel nesse valor entre R$ 600 e R$ 800 para apenas três meses de aluguel”, falou.

Por Bruno Antunes

Comentários