CPRv: quase 290 acidentes foram registrados em 2014

0
(Foto: Arquivo Portal Infonet)

A Polícia Militar de Sergipe, através da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv), divulgou, nesta quinta-feira, 8, o balanço dos trabalhos realizados nas rodovias estaduais durante o ano de 2014. De acordo com os dados estatísticos da Companhia, houve uma redução no número de acidentes de trânsito com vítimas nas rodovias sergipanas, em comparação com os dados de 2013.

Dentro do quantitativo total de acidentes registrados pela CPRv, 20 envolveram animais soltos nas rodovias, 235 envolveram motociclistas, 10 envolveram ciclistas e 22 envolveram pedestres, sendo verificada também uma redução nesses tipos de acidentes específicos.

Através das ações do Tático Ostensivo Rodoviário, a CPRv conseguiu apreender 15 armas de fogo e recuperar 22 veículos com restrições de roubo/furto nas rodovias estaduais.

As rodovias com maiores índices de acidentes com vítimas foram a Rodovia SE 270 (que interliga os municípios de Salgado e Lagarto); a SE 065 (São Cristóvão); a SE 170 (que interliga Moita Bonita e São Domingos), a SE 175 (que interliga Ribeirópolis e Nossa Senhora do Socorro); a SE 230 (Monte Alegre/Canindé do São Francisco), a Rodovia José Sarney e a Dos Náufragos (Aracaju).

Das 8.305 autuações aplicadas, as mais frequentes foram: dirigir sem possuir Carteira Nacional de Habilitação, com 939 autuações; conduzir veículo com licenciamento vencido, com 889 autuações; não portar o documento obrigatório, com 868 autuações; e efetuar ultrapassagem em local proibido, com um total de 618 autuações.

Para o Major Santos Junior, comandante da CPRv, o ano de 2014 foi produtivo para a Companhia, que conseguiu cumprir suas atividades preventivas, com foco na preservação das vidas. “Os trabalhos que foram realizados por homens e mulheres que compõem a CPRv durante o ano de 2014 tiveram os objetivos de minimizar as ocorrências de acidentes com vítima nas rodovias e prestar um melhor serviço de segurança pública a sociedade sergipana, nossa razão de existir”, concluiu o oficial.

Com informações da CPRv

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais