Crack: Família pede ajuda a polícia

0

Casal procura ajuda na Delegacia Plantonista(Foto: Portal Infonet)
Desespero toma conta de uma família que enfrenta o drama de ter um sobrinho viciado em crack. Marcos Vinícius de 30 anos é usuário de drogas, em especial o crack, e vem tirando a paz dos familiares.

Na manhã desta quarta-feira, 26, Jorge Eduardo Barbosa e Laise Barbosa foram até a Delegacia Plantonista na tentativa de buscar uma solução para os constantes problemas enfrentados pela família. “A gente não agüenta mais as agressões, as mentiras os roubos que esse menino vem fazendo. Hoje acordamos com o barulho das coisas sendo destruídas dentro de casa”, relata Jorge, tio de Marcos.

Jorge ainda relatou que o sobrinho é usuário de crack há mais de um ano e que nos últimos meses a situação acabou se agravando. “As coisas vão sumindo e ele diz que não foi ele quem pegou. Começa a agredir todos dentro de casa querendo dinheiro quando chega ‘chapado’ em casa durante a madrugada”, explica.

Assustados e sem saber o que fazer o casal procurou a ajuda na Delegacia Plantonista. Mas segundo a tia de Marcos, a orientação foi que procurassem ajuda na Delegacia de Apoio aos Grupos Vulneráveis (DAGV), por conta das crianças. Marcos têm três filhos e dois deles moram com ele. “Sabemos que ele está doente, mas não agüentamos mais este sofrimento. Quem sabe se ele ficar preso, para de usar a droga”, fala desesperada Laise.

Ainda de acordo com a tia, Marcos fuma na frente dos filhos menores.  Ele tem três filhos, mas apenas os dois menores moram com a gente. Os filhos ficam assustados toda vez que ele começa a fumar maconha ou a cheirar a droga dele. A filha de sete anos pede para ele parar de fumar, a de três anos fica com medo dele. É triste”, lamenta Laise.

A informação é de que o casal deverá, ainda na manhã desta quarta-feira, procurar ajuda junto a Delegacia de Apoio aos Grupos Vulneráveis.

Por Alcione Martins

Comentários