Crianças são resgatadas após passarem 48h trancadas sozinhas em casa

0
(Foto: Guarda Municipal de Japaratuba)

Duas crianças foram resgatadas na noite da última segunda-feira, 20, pela Guarda Municipal de Japaratuba, após terem sido deixadas pela mãe trancadas por 48 horas em uma residência. O caso aconteceu no loteamento Olga Lemos, no município de Japaratuba.

De acordo com o sargento Irã Barbosa de Souza, comandante da Guarda Municipal, a equipe foi acionada por volta das 19h, quando o denunciante ouviu o choro das crianças e fez o acionamento anonimamente.

“Ao recebermos a denúncia, verificamos a veracidade e nos deslocamos até o local. Ao chegar lá, ouvimos os choros das crianças, fizemos o procedimento padrão para entrar na residência e ao conversarmos com as crianças, elas relataram que estavam com fome”, disse.

Segundo o sargento, as crianças possuem, cada uma , 7 e 4 anos. “Após retirarmos as crianças e alimentarmos elas, acionamos o Conselho Tutelar que nos informou que já havia sido notificado sobre a negligência dada pela mãe aos filhos, assim como também já tinha ido até a sua residência”, explicou.   

De acordo com o comandante, a mãe foi identificada e encaminhada para a Delegacia Plantonista do município. Entretanto, devido ao fato de que estava com uma criança de colo e grávida, o flagrante não foi lavrado. 

“Ela possui outros três filhos, dois estavam com o pai, e o recém nascido estava com ela  no momento da prisão. Devido a isso e ao fato dela ter informado que estava gestante, o delegado apenas fez o Boletim de Ocorrência, ouviu as partes envolvidas para abertura do inquérito e liberou a jovem que possui apenas 19 anos”, conta o sargento Irã Barbosa de Souza.

Segundo o comandante, as crianças estão em poder do Conselho Tutelar do município que, junto com a Secretaria de Assistência Social, está fazendo o acompanhamento do caso, que já foi encaminhado para o Ministério Público e aguarda decisão: se as crianças permanecerão em um abrigo ou serão entregues a algum familiar responsável.

Por Luana Maria e Verlane Estácio 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais