Crime Caixa: Pai de Fernanda não recorrerá de decisão

0

Julgamento aconteceu no Fórum de Itabaiana (Foto: Leonardo Dias/Itnet)

Mesmo abalados com a absolvição de André da Silva Lopes, acusado de envolvimento no assassinato da jovem Fernanda Andrade Santos em maio de 2011, familiares da adolescente não pensam em recorrer da decisão após julgamento desta terça-feira, 19, no Fórum de Itabaiana, quando o júri popular inocentou o acusado, por 4 votos a 3.

“Ficamos chocados, mas não vamos recorrer porque vai dar na mesma coisa. O júri entendeu que ele é inocente, então deixe assim mesmo. Se for recorrer é mais transtorno, mais sofrimento, não vai trazer minha filha de volta”, lamenta o pai de Fernanda, José Ronaldo dos Santos.

O pai da adolescente disse ainda que confia na Justiça. “Eu não culpo a Justiça. A Justiça fez o papel dela, agora o júri fez um papel desse de inocentar. Eu tenho plena certeza da participação desse rapaz no crime, tudo foi guiado por ele, desde a saída da minha filha de casa. Mas quem sou eu, apenas um garçom que trabalha diariamente, mas o júri se sensibilizou com ele”, desola-se.

Corpo de Fernanda foi abandonado dentro de uma caixa em um terreno (Foto: Gilson de Oliveira)

A adolescente também acusada de participação no assassinato que ficou conhecido em Sergipe e em nível nacional como o “crime da caixa” [após esquartejada, a vítima foi abandonada dentro de uma caixa em um terreno baldio], cumpre medidas socioeducativas, com pena de 15 anos.

A sentença que dá a liberdade a André da Silva Lopes foi lida pelo juiz Marcelo Cerveira Gurgel, após quase 10 horas de julgamento no Fórum Graccho Cardoso, em Itabaiana.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais