Crime de racismo: depoimento ainda não foi confirmado

0

Depoimento será prestado no Centro de Atendimento a Grupos Vulneráveis
Ainda não tem data definida o depoimento do jovem Diego José Gonzaga que teria sido vítima de racismo no aeroporto de Aracaju. De acordo com a delegada Georlize Teles, que está à frente das investigações, o processo já está em curso.

“O depoimento dele é importante, mas não é imprescindível”, afirma a delegada que coordena o Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV). Segundo ela, o vídeo que mostra as cenas praticadas por Ana Flávia Pinto já foi solicitado como prova do crime e ela em breve deverá ser chamada a depor.

De acordo com o advogado da vítima, Diogo Calazans, o dia do depoimento não será divulgado, mas adiantou que pode ser nos próximos dias. Na última quinta-feira, 5, Diego iria depor mas foi quando a avó dele passou mal e teve que ser internada, vindo a falecer neste domingo, 8.

Comentários