Culto ecumênico abre comemorações dos 40 anos do Banese

0

No período da manhã de hoje, como parte das comemorações dos 40 anos do Banco do Estado de Sergipe, os colaboradores do Banco se reuniram no estacionamento do Centro Administrativo Fernando Soares da Mota em um Culto Ecumênico. A celebração contou com a presença da diretoria e do presidente da empresa, Jair Araújo de Oliveira. A cerimônia religiosa foi iniciada pelo superintendente de Auditoria Interna do Banese, Gilvan de Sousa Santos. Gilvan representou a igreja Evangélica e destacou alguns pontos como a importância de se colocar Deus como um aliado na jornada de vida de cada um. Em seguida, o professor Gonçalo Melo, representando a doutrina espírita, falou sobre a importância de se conhecer a verdade. O último a se pronunciar foi o Padre Peixoto, representante da igreja Católica. O padre falou que o ser humano foi feito para amar, independente de qualquer coisa. Segundo ele, o amor incondicional deve ser a busca de todo ser humano. O presidente do Banese, Jair Araújo de Oliveira, fez uma retrospectiva da história do Banco do Estado. Ele relembrou que o Banese surgiu, inicialmente, como um banco de fomento, e que hoje se tornou uma instituição moderna, chegando a se tornar um banco múltiplo. Na ocasião, houve apresentação musical de Antonio Persanne e Ivo Neto, filho do colaborador Francisco Soares Campos – agência Central. No encerramento, foi oferecido um coffee-break, que reuniu os colaboradores do Banco nesse momento festivo.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais