CUT coloca o Bloco Siri na Lata na rua

0

Pelo quarto ano seguido o bloco “Siri na Lata” foi às ruas nesta sexta-feira, 20. A iniciativa da Central Única dos Trabalhadores (CUT) reuniu diversos movimentos sociais num carnaval de protestos. O objetivo da CUT é de fazer com que os problemas da sociedade não sejam esquecidos neste período de festas.

“A falta de punições para os acusados da operação Navalha, que este ano completa dois anos, as fugas de Floro e Giusepe que continuam sem resoluções, são algumas dos problemas que queremos lembrar de forma irreverente”, explica Antônio Góes.  Além disso, outra questão levada à tona foi o aumento da passagem do transporte coletivo, “aumentaram a passagem e o serviço prestado continua

Antônio Góes, presidente da CUT
de péssima qualidade”, destaca.

O ato serve também para mostrar à população toda a trajetória de luta que foi implementada no ano passado e marca a abertura do calendário de lutas dos trabalhadores para o ano vigente. Participam do bloco Siri na Lata diversos movimentos sindicais, cada um com sua bandeira de luta, a exemplo do Sintese, Sindjor e Sinditextil.

Para Roberto Silva, representante do Sintese, bloco permite que os movimentos sindicais coloquem suas pautas de reivindicação na rua, a exemplo do pedido de implementação do Piso Nacional do Professores, atual bandeira de luta do

Carroças fizeram parte do protesto irreverente da CUT
sindicato. “É um momento que serve também para unir as forças da classe trabalhadora”, completa.

O termo ‘Siri na Lata’, que dá nome ao carnaval de protesto dos trabalhadores, foi escolhido por ser uma expressão comum que segundo Góes “expressa o ar furioso daqueles que tem seus direitos desrespeitados”. O bloco formado por dezenas de trabalhadores percorreu diversas ruas do do centro da cidade e foi acompanhada por bandinha de frevo, carro de som e duas carroças que representando o transporte coletivo.


Por Carla Sousa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais