CUT realiza manifesto contra o aumento da tarifa de ônibus

0

Ato foi realizado no Calçadão da rua João Pessoa (Fotos: Portal Infonet)

Na manhã desta quarta-feira, 12, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) realizou ato público no Centro da cidade como forma de protesto ao possível aumento da tarifa de ônibus solicitado pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp): de R$ 2,10 para R$ 2,45.

Durante o ato, membros da CUT e de outros sindicatos apresentaram um documento que será levado ao Ministério Público de Sergipe, no qual solicita uma reunião com a população, o Setransp e a Câmara de vereadores, para discussão do valor da tarifa.

“Achei o aumento abusivo porque a qualidade é ruim”, disse o presidente da CUT, Rubens Marques, mais conhecido como Professor Dudu, que exige ainda a apresentação das tabelas de lucros pelas empresas de ônibus.

Professor Dudu: “Devem apresentar os lucros”
“Não dá mais para eles apresentarem só despesas, tem que apresentar os lucros também”, ressaltou o professor.  Além disso, o presidente da CUT sugere que seja feita a licitação pública dos transportes urbanos, que ainda não existe.

A população que passava pelo Calçadão apoiou o manifesto. “ Tá muito caro mesmo, tem que protestar porque os ônibus são muito ruins”, reclamou o vendedor Júlio Cardoso, que usa o transporte público todos os dias para trabalhar.

Mobilizados

Na tarde da próxima quinta-feira, 13, a partir das 15h estudantes e militantes farão outro ato contra o aumento das passagens nos ônibus que circularm em Aracaju. Será na Praça General Valadão. Na tarde dessa terça-feira, 11, representantes da União Sergipana dos Estudantes Secundaristas (USES), fizeram uma manifestação na Av. Beira Mar para repudiar o reajuste das tarifas.

 

 

Comentários