Dayse diz que não tem nada a ver com cheques sem fundo

0

Logo após a entrevista coletiva com a Imprensa, ocorrida na úlma sexta-feira, d. Dayse Kurszman conversou com o repórter, quando declarou que sua entidade é um órgão afiliado à ONU (Organização das Nações Unidas) com sede em Paris. Como a ONU, “ela também é uma ONG que tem atuação no mundo inteiro”.

Sobre os acontecimentos relacionados com a casa de saúde Saza Lattes, de Curitiba, ela disse que nunca emitiu cheques sem fundos, ainda mais envolvendo aquela entidade, presidida hoje pelo sr. Paulo Azzolini. “Foi este senhor, quando foi vereador em Curitiba que me ofereceu o título de “Vulto de Curitiba”, uma das mais altas honrarias da Câmara Municipal”.

D. Dayse diz que foi presidente da Saza Lattes até 1997, quando foi para a Organização Mundial da Família. O sr. Paulo Azzolini assumiu desde então e a partir daí começaram os problemas na entidade que culminaram com desentendimentos entre eles e a sua diretoria.

“As acusações que ele faz contra mim, não fazem o menor sentido porque na época em que ele me acusa de passar os tais cheques sem fundo eu já não estava mais na entidade, eu estava inclusive morando fora do Brasil, por conta de minhas atividades na Organização Mundial da Família”, disse Dayse.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais