Déda cobra efetivo maior da PRF em Sergipe

0

O deputado federal Eduardo Amorim, o governador Marcelo Déda ao lado do ministro / Foto: ASN 
O ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, comprometeu-se com o governador Marcelo Déda, em audiência nesta quinta, 13, em Brasília, com a busca de soluções para ampliar o efetivo da Polícia Rodoviária Federal em Sergipe (PRF-SE). Na mesma ocasião, o governador reivindicou recursos para a modernização da polícia sergipana e a construção de presídios.

O estado, expôs Déda, possui duas rodovias federais – as BR-101 e 235 –, que cortam seu território. Cabe à PRF-SE orientar o tráfego, prevenir acidentes, aplicar as leis de trânsito e prevenir a criminalidade, em especial as ações de combate ao tráfico de drogas. “Por isto, ela é vital para a segurança dos cidadãos e à segurança pública”, ponderou o governador.

Efetivo

Ao mesmo tempo, o efetivo da PRF tem sido reduzido nos últimos tempos, o que vem impedindo que ela desempenhe a contento suas atividades. Como exemplo, o governador narrou o fechamento do posto da PRF-SE em Carira, na BR-235, na divisa com a Bahia, e a iminência do fechamento do posto de Cristinápolis, na BR-101, também na divisa baiana.

O governador advertiu que estes contratempos “vão resultar na queda de serviços dos policiais, com o aumento no número de acidentes, levando insegurança aos que trafegam nas rodovias federais sergipanas”. Todas as demandas foram reforçadas pelo deputado federal Eduardo Amorim, que, durante a audiência, levou sugestões ao ministro visando a reforma e a modernização das instalações físicas da PRF-SE, “extremamente sucateadas”.

Barreto acolheu as reivindicações e explicou as dificuldades circunstanciais do Ministério, garantindo que irá trabalhar por uma solução de emergência. Segundo ele, o rompimento unilateral, pelo governo do Paraná, de convênio com a União, que permitia àquela polícia estadual atuar em rodovias federais, exigiu a realização de concurso público. Porém, recursos interpostos por excedentes dificultam a realização daquele concurso.

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais