Defensores tentam mais uma vez fazer vistoria em presídio

0

Presídio de Areia Branca

Defensores públicos garantem que foram barrados mais uma vez na porta do Presídio de Areia Branca, mesmo tendo conseguido semana passada, por meio judicial, o direito de realizar vistorias nas dependências da unidade prisional. O fato foi registrado na manhã desta terça-feira, 11.

Os três defensores conseguiram por meio do juiz Manoel Costa Neto, a garantia de reforço policial e somente por volta das 14h é que conseguiram entrar no presídio. A direção da unidade, garante que os defensores podem entrar sem qualquer problema.

Segundo os defensores, depois de muito tempo, foi dada a ordem para que entrassem, mas sem qualquer proteção. “Primeiro fomos impedidos de fazer a vistoria, mesmo com a garantia judicial conseguida semana passada. Depois liberaram, só que sem nenhum acompanhamento do pessoal do Desipe, sem ninguém que pudesse nos garantir integridade física”, conta o defensor Robson Milet.

Defensores denunciam condições subumanas na unidade prisional
A defensora Ana Cristina Oliveira completou que foi preciso recorrer ao plantão judiciário. “Conseguimos outra ordem judicial, por meio do Dr. Manoel Costa Neto, com força policial para nos possibilitar a entrada no Presídio de Areia Branca, para que possamos realizar nosso trabalho”, conta.

Trânsito Livre

O diretor do Presídio de Areia Branca, Clédson Sebastião dos Santos informou à reportagem do Portal Infonet que os defensores podem entrar livremente na unidade prisional. “Eu desconheço essa informação de que os defensores não puderam entrar, até porque esta manhã estavam dentro do presídio. Ninguém foi barrado e eles podem entrar sem problema nenhum, inclusive todas as segundas-feiras, os defensores estão no presídio. Reafirmo não ter essa informação de que foram impedidos de entrar. A questão de segurança é outra coisa”, enfatiza.

Por Aldaci de Souza

Comentários