Defensoria realiza mutirão de atendimento ao consumidor

0
Defensoria realiza mutirão de atendimento ao consumidor (Fotos: Portal Infonet)

Uma sexta-feira de prestação de serviços ao cidadão. A Defensoria Pública do Estado de Sergipe realiza durante todo o dia, o “Mutirão do Núcleo Especializado em Defesa do Direito do Consumidor”. O evento que será estendido até té às 17h desta sexta-feira, 16, faz parte da programação da Semana do Defensor Público, alusiva ao Dia do Defensor Público comemorada no dia 19 de maio. No mutirão, defensores orientam consumidores a resolver problemas vivenciados em diversas áreas.

“Entendemos que muitos consumidores desconhecem dos seus direitos em relação ao direito do consumidor, então estamos aqui para orientá-los, fazendo encaminhamentos, e assuntos inerentes ao consumidor como plano de saúde, cartão de crédito, telefonia, consumo de produtos e serviços”, explica a coordenadora do Núcleo Especializado em Defesa do Direito do Consumidor, Elizabete Luduvice.

Cartilha do Consumidor

A a coordenadora do Núcleo Especializado em Defesa do Direito do Consumidor, Elizabete Luduvice

A novidade do Mutirão este ano, fica por conta da entrega da ‘Cartilha do Consumidor’. Um livro contendo 15 páginas que leva o público a ter noção básica dos direitos do consumidor. “A cartilha esclarece de maneira clara e sucinta, todos os assuntos inerentes ao consumidor a relações de consumo. Muita gente desconhece o código do consumidor que deu entrada no Brasil em 1990, então a cartilha traz informações essenciais e de conhecimento ao público em geral”, ressalta Elizabete Luduvice.

Atendimento

Há 15 dias, o policial militar Fernando Santos, enfrentou uma situação constrangedora. Ao recorrer a uma agência bancária para realizar um pagamento, o militar foi obrigado a aguardar mais de 3h por atendimento. Revoltado com a situação ele resolveu denunciar o fato a Defensoria.

Mutirão de atendimento ao consumidor é em alusão ao Dia do Defensor Público

O policial militar, Fernando Santos

O defensor público, Paulo Cirino

“Vim hoje fazer uma reclamação sobre a lei municipal dos 15 minutos que não vem sendo cumprida pelos bancos. Acho muito importante esse espaço que a Defensoria está nos dando e espero que esse problema seja resolvido porque toda a população está sendo prejudicada. Hoje fui orientado a entrar com uma ação individual contra o banco e é isso que irei fazer, procurar os meus direitos”, disse o militar.

“O Núcleo de Atendimento ao Consumidor dá prioridade à entrada de ação judicial, apenas os casos de emergência, planos de saúde, e tratamentos de alta complexidade. Nos outros casos referentes a direito do consumidor a gente faz a orientação para esclarecer a cerca do direito e encaminha para a defensoria correta, que é aquela que vai entrar com a ação”, resalta o defensor público, Paulo Cirino.

Por Leonardo Dias e Raquel Almeida

Comentários