Deputada vai doar salário da convocação extra para entidades

0

A deputada estadual Ana Lúcia, PT, informou que não aceita receber nenhum centavo pela convocação extraordinária da Assembléia Legislativa feita pelo governador João Alves Filho e que começou nesta segunda-feira, 20. Segundo ela, a decisão é tomada com base nas convicções pessoais e partidárias.

 

O Estatuto do Partido dos Trabalhadores proíbe o recebimento de outro tipo de verba que não seja o salário mensal. “Como fiz no início e no meio do ano, reafirmo minha posição de ser contra essa convocação. Durante os meses de trabalho há tempo suficiente para se votar em tudo. Não há menor necessidade dessa convocação. Os projetos encaminhados pelo governador não são caracterizados como urgentes”, afirma a deputada.

 

Pela convocação extraordinária cada parlamentar deve receber diretamente de salário R$ 19.080,00, em duas parcelas: uma na convocação e outra no encerramento do período. Como fez numa convocação anterior, a deputada Ana Lúcia enviou ofício à diretoria financeira da Assembléia Legislativa para que não efetue o depósito dos recursos provenientes da extra em sua conta.

 

A deputada solicita que os recursos sejam diretamente depositados em contas de entidades de assistência social, como creches, asilos, hospitais que têm longos e sérios trabalhos sociais pela comunidade. “O dinheiro nem entra em minha conta. Vai direto para as entidades. Por isso faço questão de centavo por centavo quanto cada entidade vai”, completou Ana Lúcia.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais