Deputado é contra a legalização da profissão de prostituta

0

O deputado pastor Mardoqueu Bodano, voltou a se manifestar contra o projeto de autoria do deputado federal, Eduardo Valverde Araújo Alves, do PT, que regulamenta a profissão de prostituta. Para o parlamentar, um legislador “tem a obrigação de zelar pela moralidade dos brasileiros e não contribuir para que haja a proliferação da violência e da prostituição”.

 

“Tenho certeza de que a sociedade, as igrejas nas mais diversas religiões não concordam com esse projeto, pois ele trará enormes prejuízos não só com o aumento da própria prostituição como também com gastos na saúde”, disse Mardoqueu, ressaltando que durante reportagem exibida na Rede TV de Televisão, Aracaju foi apontada como uma das cinco capitais mais violentas do país, perdendo apenas para o Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza e Recife, provando mais uma vez que esse projeto será maléfico para a população.

 

O deputado liberal frisou que se o projeto passar pelo Congresso Nacional será a institucionalização da violência e do turismo sexual no Brasil. Para Mardoqueu, a provação deste projeto além de ser um afronta a Deus, irá incentivar que outras mulheres façam uso dessa prática. Segundo o parlamentar, o próprio Deus reconheceria que o ser humano precisa de alimento, mas não aprova que a mulher venda o seu corpo para tirar o sustento.


Por Barroso Guimarães

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais